domingo, 7 de junho de 2009

Os Conselhos de Polônio

(...)
"Pensa antes de falar e pensa antes de agir. Sê amistoso, mas nunca vulgar. Os amigos comprovados, sujeita-os à tua alma com arcos de aço, mas não calejes a palma de tua mão com apertos a todo sujeito mal saído da casca do ovo. Tem cuidado em não entrar em briga, mas, uma vez nela faze tudo para que teu adversário sinta temor. Presta ouvido a todo mundo, mas a poucos a tua voz. Escuta as censuras dos demais, porém reserva teu juízo. Que tua roupa seja tão cara quanto tua bolsa o permitir, mas sem afetação; rico, mas não extravagante, porque a roupa revela o homem e, na França as pessoas de mais alto conceito e posição são, a este respeito, modelo de finura e distinção. Não peças nem dês emprestado a ninguém, pois emprestar faz perder ao mesmo tempo o dinheiro e o amigo e, pedir emprestado, embota o fio da economia. E, acima de tudo, sê sincero contigo mesmo e disto se seguirá, como a noite segue o dia, que não poderás ser falso com quem quer que seja."
HAMLET, WILLIAM SHAKESPEARE


Nunca li nada tão sábio e tão bem colocado. Tomo para mim, tomo para minha vida.

Um comentário:

Fernando Grilo disse...

Realmente são sábios conselhos, ei de segui-los a risca.