quarta-feira, 11 de novembro de 2009

A sacerdotiza da moda



A fila para os autógrafos do livro Confidencial (editora Jaboticaba) em BH estava enorme, e a maioria das pessoas estava comprando mais de três livros para ela autografar. Ela não reclamou, nem parecia cansada, mesmo num dia cheio de calor como foi ontem! Até quando seus assessores vieram se certificar se ela queria mesmo continuar ela nem titubeou: "Estou ótima!"

Já no comecinho do livro Constanza Pascolato diz: "Não sou atriz de novela, não canto, não danço e, aos sessenta e nove anos, as pessoas pedem para tirar foto ao meu lado como seu eu fosse uma pop star. Se eu acho isso o máximo? Óbvio que sim. Ainda mais no Brasil onde normalmente esse tipo de reconhecimento só acontece com quem aparece na TV, o que não é o meu caso."

Sabe o que mais aprendi com ela ontem? Para ser notada seja discreta, para ser ouvida fale pouco (de preferência baixinho). Nunca exija atenção, senão ela não vale nada... Agradeça sempre às pessoas, mesmo que você saiba que são elas que deveriam agradecer a você. (Constanza me agradeceu três vezes por estar lá, pelas palavras que eu disse a ela, acredita?Precisava? Claro que não.)E finalmente, algo primordial: Sorria.

Agradeço ao meu amigo, o fotógrafo Eugênio Gurgel, que fez essa imagem aí de cima para mim e à minha irmãzinha que criou o meu look da noite.

4 comentários:

Fernando Grilo disse...

O que eu mais gostei foram as coisas que vc aprendeu com ela. Grande parte do segredo do sucesso é a humildade e a discrição. Um beijo.

Lucas Tiago disse...

Reconhecimento atrelado à humildade... reconhecimento de verdade.

Ana F disse...

Que máximo uma foto sua com a Constanza! Ela é, mesmo, admirável. Eu li o livro logo que foi editado: é uma delícia.

Camila Godoi disse...

Ei irmã! Parabéns! Você estava linda! Os toques finais da sua produção ficaram fantásticos!
E ela é o máximo, não é?
Simplesmente assim.
bjo