sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Impossível assistir a um só


O nome dele é House, Doctor House, um tipo de Sherlock Holmes da medicina dos olhos azuis mais penetrantes que já vi. A aclamada série norte-americana, criada por David Shore, já recebeu vários prêmios, merecidamente.
O personagem principal, Dr. Gregory House, interpretado pelo ator inglês, Hugh Laurie, é um dos grandes chamarizes da série, que tem excelente roteiro e direção. O mistério nos envolve o tempo todo; as doenças insolúveis apresentadas são todas raras e reais, mas eu quero mesmo é falar dele.
Infectologista e nefrologista, ele chama a atenção por elaborar diagnósticos improváveis e sempre acertar na mosca! Não por acaso, o que me atrai nele é o ceticismo, mau humor, ironia, impaciência com os simples mortais que trabalham com ele, comportamento anti-social e total falta de interação com os pacientes, afinal como ele diz "Everydoby lies". Ele não respeita regras, não aceita não como resposta e não há nada que o impeça de buscar a resposta de um mistério. E porque esses atributos se transformam de repente em qualidades e não defeitos? Simples, ele é foda (desculpe o meu francês mas não há palavra melhor para defini-lo), lindo e charmoso, mesmo mancando. House tem um problema na perna, usa bengala e é viciado em remédio contra dor e é essa pequena deficiência que ele usou ao responder uma provocação de um colega de trabalho. "Você acha que é Deus!?" E ele disse: "E por acaso Deus manca?"


A série está sendo exibida no Brasil no Universal Channel (canal 43 da NET) de segunda a sexta às 20h.

4 comentários:

Ana F disse...

Yes!! Eu também não perco um House, há anos!
Ana mãe do Lucas

Fernando Grilo disse...

Hehe...você começa a ver estes programas e eu acabo embarcando. Já fiquei viciado também. Beijos.

Carolina disse...

Quando eu tinha tv a cabo adorava assistir essa série, mas agora infelizmente não tenho mais.

Dr. House é demais, uma surpresa a cada episódio.

iemai disse...

Eu nunca assisti e nem tive vontade ver House O: Mas confesso que, pela primeira vez, surgiu um pouquinho de vontade sim! rs